“PARA MIM, POESIA NÃO É INVASÃO OU FUGA, MAS SIM LIBERDADE CRIADORA,
LUGAR INTEMPORAL DE TODAS AS POSSIBILIDADES. PODE E DEVE SUBVERTER, SUBLIMAR,
EXALTAR E DESPERTAR…
A POESIA É REFLEXÃO, É UM UNIVERSO SEM FIM.”
— Arminda Lopes


.
_______________________________
_______________________________

Procurando Encontrar

Nalgum rincão da antropologia
Encontra-se uma explicação para a nossa origem
Mas será que ela tem alguma teoria
Que explique a nossa diruptiva vertigem?
Nalgum rincão de psiquiatria
Encontra-se uma explicação sobre a nossa psique
Mas será que ela tem alguma teoria
Que explique a origem de nossa fé?

Mulher – Por Martinho de Mello Andrade


Mulher
Por Martinho de Mello Andrade


Mulher, minha mãe, 
Mulher, minha irmã, 
Mulher, minha amante, 
Mulher, minha esposa, 
Mulher, minha filha, 
Mulher, minha amiga! 

Que altar sagrado de preservação da espécie, 
Porta aberta de santificação para a vida, 
Entre as flores do imenso jardim da natureza, 
És a mais bela, ó Mulher!
És a síntese de todos os perfumes 
E o cálice de todos os néctares! 

És a fonte do amor, do prazer e da dor: 
Porque não da dor, se ela é o elemento 
Que eleva o cadinho à incandescência, 
Matriz para o nascimento de um novo ser? 

A Esmo - Por João Batista Avlis

Eu caminhava por um caminho,
Num campo completamente só,
E nessa errante caminhada,
Distraído, eu não pensava em nada,
Apenas ia, indo sozinho,
Solitário, e pisando o pó...
Mas, de repente numa barranca,
Eu vi uma linda e pequenina flor,
Que tinha o brilho de uma estrela,
E o que a fazia ainda mais bela,
Era sua vestimenta branca,
Que realçava todo o seu alvor,

Criança feliz!

Ser criança, é jogar a macaca e as pedrinhas,
Sem esconder sua inocência no universo infinito,
Pulam pra cá, pulam pra lá, e voltam pra cá,
Riem à toa, quando jogam as pedrinhas,
Tudo é esperança nesse universo bonito!

As crianças são puras e verdadeiras,

Não têm maldade nem preconceitos,
Riem à toa, e vivem de brincadeiras,
Ahhh, e como adoram biscoitos!

Quando papai ou mamãe passam confiança,

A família é feliz, a criança é feliz,
A família vive a vida com confiança,
A criança torna-se mais feliz com esperança,
A família torna-se feliz.
A criança é muito mais feliz!
Quando crescem, passam confiança,
Quando adultos, são seguros e felizes,
Seus filhos também crescerão felizes!

Ser avó é,

Ser avó é,
Afagar no regaço, filhos dos seus filhos,
ainda ontem nascidos,
conhecer um amor intenso doce,
e profundo, viver o passado,
renascer de novo,
compartilhar com orgulho,
a razão de sua existência,
ensinar-lhes o valor da moral cristã,
que lhes fique gravado no Livro da Vida,
o rumo de um futuro profícuo.

Cansada?

Cansada da indiferença de algumas pessoas,
Que não ligam, se ferem;
Pessoas amargas que não acrescentam em nada,
Só sabem falar;
Sem atitudes.
Falam de amor, mas vivem a guerra,
Falam de flores, mas vivem de espinhos.
Pessoas que me causam preguiça,
Pois só vivem para falar,
Mas nas atitudes me causam tristezas,
Ao ver o que são capazes de fazer.
Penso que antes de falar,
Deveriam olhar-se no espelho, e,
Verem o reflexo de suas vidas
Vividas somente de palavras,
E essas o vento leva.

Cansada? – Por Arlete Silva

A chave tem hora certa

Não me venha com galanteios vãos,
Velhas frases prontas,
Gracejos pobres,
Novas piadas de velho mal gosto...

Cansei de fazer de conta!
Venha com palavras bem ditas,
Ações poucas, mas bem traçadas,
Olhar de quem me entende sem dizer nada e,
Um senso de humor inteligente, mas que,
Roube de mim minha melhor gargalhada,
Sem minha permissão...

Amor espiritual


Enfrentar lutas sem se atemorizar,
Cumprir com os deveres,
É amor espiritual,
Conversar com respeito,
São bons pensamentos a irradiar,
Caminho do esclarecimento espiritual,

No planeta Terra há muitos malefícios.
Todos que souberem irradiar,
Para si e ao semelhante,
Livrar-se-ão desses malefícios,
O Racionalismo Cristão está explanando lições,
Aos que desejam melhores condições.

Aos que vivem se lastimando,

Que nada lhes dá certo,
Atrairão para si sacrifícios.
Bom uso do raciocínio,
É ação de todos os momentos,
Para separar o certo do errado.

Aquele que sabe irradiar,

Estuda em momento de lazer,
Obras da Doutrina para se esclarecer,
Limpa o espírito para se elevar,

Coisas de outro mundo

Coisas de outro mundo?
Afinal que mundo é esse?
Que tanto sonhamos em conhecê-lo!
Um mundo para nele vivermos!

Coisas de outro mundo?
Esse mundo queremos conhecê-lo!
Onde estará esse mundo?
Um mundo para amá-lo sem destrui-lo!

Onde estará esse mundo?
Que mundo é esse que não o vemos?
Ora bolas esse não é outro mundo!
Esse é o mundo em que vivemos!

Sonhamos com outros mundos!
Buscamos outros mundos!
Por que tentamos outros mundos?
Se não sabemos respeitar o nosso mundo!

VULCÃO - Por José Luís Guedes de Campos

Humanista convicto,
“Vulcão” da vida,
Preme de esperança,
Em cada momento,
Dádiva
Ao seu semelhante
Que ama
Como a si próprio.
Abnegado
Na sua prestação
A cada um e a todos,
Para acabar com o sofrimento,
A dor, o desespero,
A doença,
Em dedicação total.
Poeta insubmisso,
Martins Fontes.

Ah... grande amigo, tens a batuta para sinalizar!

Tens a batuta para sinalizar!
Tens o pensar para irradiar,
Tens a vida para colher,
Tens o valor para semear.
Quanta beleza da vida, tens no saudar,

Quantos novos atalhos tens a mostrar,
Conquistados ao longo do caminhar,
A cantar, a ensinar e a trovar,
E a batuta na mão para sinalizar,
Quanta esperança de vida, tens ao irradiar!

JULINHO DE NHANA JÓNA - Por Martinho de Mello Andrade


Querido, e sempre querido,
eternamente querido:
vives sempre na minha mente,
gravadora eterna e fiel,
que guarda tudo quanto fomos ... somos ...
e seremos !!!

Ontem ...hoje ... amanhã: menino ... adolescente ... jovem...


Adulto ... idoso, porém sempre jovens ... !!!

Pois somos sempre jovens de espírito,
pois que o espírito, eterno que é,
nunca se envelhece.

Permanece sempre novo como eterno caminhante,
aprimorando em cada minuto que passa a sua evolução, 
enquanto o corpo, escravo que é, sofre transformações!!!

FLOR DE ALECRIM

Flor de alecrim
Brota nos pedregulhos
Enfim, ai de ti
Que só tem orgulhos!

Não és nem a mais bela flor
Sem pétalas pra te adornar
Semeada ao léu do vento
Veio me falar do amor
Passageiro sopro de mar

Flor de Alecrim
O que trouxestes pra mim
Senão teu aroma uno
Leve orvalho ardente
Num olhar vago ao Ocidente
Sem que me oriente
Na imensidão te achar

Flor de alecrim
Silvestre pelo campo
Ritual menino corredor
Que um dia sentiu teu olor
A vida passa de repente
A tua por onde eu for

FLOR DE ALECRIM
Por Rehgge Camargo


Colaboração: Arminda Lopes

AMIGO É AMIGO E PRONTO!

Amigo é amigo, e que?
Não precisa se justificar em nada!
Amigo é amigo e pronto!
Amigo é amigo, e que?
Carrega, apoia e aquece,
Conta história,
Não justifica,
Embala,
Olha o mundo junto,
Sofre e chora junto,
Também irradia junto,
Não é perfeito, 
Nem tem defeito,
Não tem cheiro, raça e nem cor,

Não o vemos,
Mas sabemos que o temos,
Não o questionamos,
Nem cobramos,
Simplesmente confiamos,
Nada perguntamos,
Mesmo sem noticias, o temos,

Não precisamos dizer que o temos,
Ele vive em nós,
Amigo é amigo e pronto!

Amigo, é amigo e pronto!
Por Wilson Candeias

SER FELIZ

Ser feliz é estar bem de fato

Mesmo que uma pedra esteja em seu sapato

É ser otimista, mesmo que haja problemas a perder de vista

Viver, olhar a natureza e tudo que há de belo e tem pureza

Exercer a liberdade de ação para o bem do semelhante em doação

É Força bem interior que nasce espontaneamente enquanto houver AMOR

Ser Feliz
Por Mario Marinho

APRESENTAÇÃO

Este singelo livro de poesias que o denomino "GOTAS DE ORVALHO", foi inspirado pelos sentimentos de benquerer, expostos pelos membros do

PREFÁCIO

Prefaciar uma obra de tamanha envergadura, como "GOTAS DE ORVALHO" da nossa querida Arminda Lopes,

AO LEITOR

Conhecemos a Arminda Henriques Lopes no decurso do ano de 2003, quando ela iniciou seus primeiros passos no Racionalismo Cristão, na Filial Lisboa.

Nessa altura já se estava desenhando a criação de um núcleo racionalista na Margem Sul do Tejo. Percebemos tratar-se de alguém

ABRAÇO AMIGO

Um abraço amigo
Do medo nos ameniza.
Se for cheio de ternura,
Se apraz e confraterniza.
Reencontra, revisa e suaviza,
Amigos e inimigos de outrora.
.
ABRAÇO AMIGO
Arminda Henrique Lopes

IL ADDIO DEL’EMIGRANTE

Síbila il treno che mi porta via
Il cuore saluta, oh Italia mia
Sotto il tuo ciello a me fù scarso il pane
È triste l’oggi... è buial’al dimane!
.
Qui la casetta, ove col dolce canto
La buona mamma mi cullò nel pianto
Qui la chiesetta, ove preghai fanciullo,
Quando la vita mi parea trastulla!
.
E poco lunghi, il camposanto ombroso,
Ove i miei cari vecchi hanno il riposo.
Quanti ricordi, oh mio paesel natio,
Oh dolce Patria del mio cuore, addio.
.
Nel darti l’addio a te mi piange il cuore
Terra mia, che t’amerò vicino
Terra mia, che t’amerò lontano
Terra della mia vita un fiore.
.
Ma se un di mentriste avrò la sorte
Se non mi coglierà qua giù la morte.
Sotto il tuo ciel tu mi vedrai
Perchè la Patria non si scorda mai!!!
.
IL ADDIO DEL’EMIGRANTE
Dominico Moretti
Colaboração e tradução de Carlos Vicente Lobosque
.
O ADEUS DO EMIGRANTE
.
Apita o trem que me leva embora
O coração saúda, Oh minha Itália
Sob teu céu, o pão me foi escasso
É triste o hoje... É obscuro o amanhã!
.
Aqui a casinha, onde com o doce canto
A boa mãe me embalou em prantos!
Ali a Igrejinha, onde rezei criança,
Quando a vida me parecia um divertimento!
.
Um pouco mais distante, o Campo Santo sombrio,
Onde os meus queridos velhos têm o repouso.
Quantas recordações, oh minha cidadezinha natal,
Oh doce Pátria do meu coração, adeus.
.
Em dar-te o Adeus, me faz chorar o coração
Terra minha que te amarei de perto
Terra minha que te amarei distante
Terra da minha vida, uma flor.
.
Mas se um dia menos triste eu tiver a sorte,
Se não me colherá aqui a morte,
Sob teu céu tu me verás
Porque a Pátria não se esquece jamais!
.
O ADEUS DO EMIGRANTE
Dominico Moretti
Colaboração e Tradução da Lingua Italiana ao Português:
Carlos Vicente Lobosque

ALEGRIA DE VIVER

É preciso superar os pensamentos
Negativos que invadem a nossa mente, e,
Molestam tanto o coração
Às vezes carregamos mais
lixo do que alimento
para a nossa alma.
Muito mais que
tristeza e melancolia,
precisamos de paz, amor e harmonia.
Muito mais que o pessimismo,
Nossa alma precisa de otimismo
E muita alegria de viver
.
ALEGRIA DE VIVER
N. Rogério
Colaboração: Arminda Henriques Lopes

AMIGO, SÓ GRATIDÃO É POUCO

Obrigado por acreditar em mim,
Quando eu achei difícil acreditar em mim mesmo.
Obrigado por dizer, algumas vezes,
O que eu realmente precisava ouvir, e,
Por ter-me mostrado um outro lado a considerar.
Obrigado por confiar-me em seus pensamentos,
As minhas decepções e os meus sonhos,
Por saber que posso contar consigo
Obrigado por ter posto tanta sabedoria,
Cuidado e imaginação em nossa amizade,
Por compartilhar tantas coisas boas, e,
Por marcar algumas lembranças!
Obrigado por sempre ser honesto comigo, e,
Ser gentil.
Obrigado meu amigo.
Obrigado!
.
AMIGO, SÓ GRATIDÃO É POUCO
Ana Paula Oliveira

SEGUIDORES

AS 10 TROVAS MAIS VISITADAS